Seu negócio pode sobreviver sem e-mail marketing? – Email Marketing Ilimitado

Seu negócio pode sobreviver sem e-mail marketing?

Acredite ou não, eu ainda escuto conversas fiadas sobre se o e-mail é ainda ou não uma ferramenta viável para o marketing. Frequentemente, eu ainda dou conta de perguntas sobre se o e-mail ainda é ou não relevante, eficaz, útil, morto, etc.

O e-mail ainda é uma ferramenta viável? Inequivocamente, a resposta é sim.

Não, não é, e não está morto. Seriamente, é difícil para um canal de comunicação estar morto quando virtualmente toda alma viva envolvida em negócios tem um e-mail.

Isto é excepcionalmente verdadeiro quando você considera que toda conta, inscrição e plataforma de software solicita um endereço de e-mail. Pessoas usam loucamente o e-mail. Mais de 200 milhões de e-mails são enviados a cada minuto de todos os dias.

Então nós sabemos que pessoas possuem e usam o endereço de e-mail. Isso significa ser eficaz para o marketing?

Sim, novamente.

72% dos americanos dizem que preferem empresas que se comunicam com eles por e-mail. Além disso, 91% desses consumidores dizem que eles gostariam de receber e-mails promocionais das empresas que eles fazem negócio. E-mail marketing é um veículo poderoso para mensagens enviadas diretamente para sua audiência. É e continuará sendo um dos mais importantes canais que qualquer negócio pode usar para manter sua audiência, gerar liderança e crescer o negócio.

É consistente, visado, eficaz e barato.

Com essa carta na mesa, deixe-me tentar destruir uma por uma as dúvidas comuns que eu escuto em relação ao e-mail marketing.

Você já ouviu estas questões? Você já pensou por si mesmo? Leia e preste atenção.

1. Eu não preciso de e-mail marketing. Nós já estamos ativos nas redes sociais

Esta é uma das objeções mais frequentes que o e-mail marketing não é necessário porque as redes sociais fornecem melhor engajamento, ou que as redes sociais estão acabando com o e-mail marketing.

Enquanto as redes sociais podem ser uma ferramenta de engajamento extremamente eficaz e em alguns aspectos são mais eficazes que o e-mail marketing, você não deve esperar que um canal de marketing faça tudo por si só.

Aqui estão algumas coisas para considerar quando você está comparando e-mail e redes sociais.

Os números não mentemO e-mail tem grosseiramente 3 vezes mais usuários do que o Facebook e Twitter juntos Estou falando em bilhões.

Pense nisso como grãos de arroz. Se uma tigela cheia de arroz representa os números de e-mails enviados todo dia, então todos os posts diários do Facebook equivaleriam a uma dúzia ou alguns grãos dispersos próximos à tigela.

Twitter? Cerca de 4 grãos.

Profissionais inteligentes consideram 0 e-mail como uma parte essencial para seus empenhos de engajamento, e fundacional para seu marketing e geração para vendas.

Isto porque o e-mail absolutamente aniquila as redes social em qualidade de tráfego, não só de quantidade.

Não dá para encontrar um meio-termo mais pessoal

Enquanto o conceito de rede social e interação direta talvez faça você sentir como se a forma de engajamento seja mais pessoal, na verdade é simplesmente o contrário.

Quanto mais próximo o seu e-mail for de um carta escrita, melhor será o seu engajamento pessoal, direto e fora de moda. Na maioria dos casos muitas pessoas vão ressaltar e-mails uma hora ou outra, mesmo quando conversas privadas forem necessárias.

Quando pequenos profissionais querem fazer seus clientes se sentirem valiosos e fornecer uma oferta alta, eles mudam para o e-mail. Os dados que nós somos capazes de coletar dos consumidores de redes sociais e pesquisar atividades está sendo transformado em um alto objetivo, e-mails personalizados que fazem o consumidor se sentir como se você estivesse falando diretamente com ele.

Porque, honestamente, você está falando diretamente com eles. Claro, talvez seja um sistema de e-mail gerado, mas é composto com o que nós sabemos que tal cliente quer. E com personalizações, como e-mails são mais eficazes.

Clientes amam isso! Por isso quem recebe e-mails gasta mais quando compram.

O e-mail te dá mais atenção por cada consumidor do que tudo

Você estará mais cara a cara com sua audiência com o e-mail.

Não é porque eles gastam mais tempo com o e-mail do que com a rede social. É porque o e-mail permite você fazer um contato invasivo. É seu santuário eletrônico.

Essa é uma maneira diferente de enviar tweets ou posts no Facebook que torna apenas mais um dado de última hora em um fluxo contínuo de informação.

E-mail é um meio-termo transacional

Seus clientes são ótimos em receber ofertas via e-mail. Eles esperam isso. Nós temos treinado nossas audiências por anos para esperar ofertas por e-mail. Não apenas isso, nós os treinamos para desejar tais ofertas!

Compare isto com a rede social, onde sua audiência está presente para conversar, para alcançar o que é novo, para ver vídeos. Mesmo se eles estão te seguindo, é um ambiente bagunçado e distraído para tentar converter alguém.

Sua atenção é capturada por milhares de coisas diferentes em tempo real. Com e-mail marketing, a lista é sua. Você tem a atenção deles. Você está infinitamente mais suscetível para atingi-los num momento que eles estão prontos para converter.

Melhor ainda é quando você traz outros elementos como vídeo, para contar uma história atraente ou fazer uma conexão mais emocional, e assim você aumenta as vantagens da conversão.

2. Clientes já recebem muitos e-mails. Eles não querem mais spam!

Ofertas de e-mail e engajamento por e-mail marketing nunca é spam, especialmente se o cliente se inscreveu voluntariamente. Não é desnecessário. Eles estão pedindo por isso.

Eles dão a você informações de contato e estão esperando pacientemente com a esperança de receber uma oferta personalizada.

Eu exagero meu caso (levemente), mas faço isso para levantar uma questão.

Pensar que seus clientes não querem ouvir de você é como ter uma pessoa atraente que você vem conversando para te dar um número de telefone em uma festa, dizendo especificamente para você ligar.

Mas então você não faz. Porque não? Por que você pensa que eles já têm chamadas suficientes e não gostariam de mais.

Eles querem essa interação personalizada com você. Especificamente com você. Eles vão até pagar mais para ter isso!

Em um estudo publicado no Jornal de Psicologia Social Aplicada, pesquisadores testaram os efeitos que as balas de hortelã têm contra um grupo de controle (onde nenhuma bala foi dada) a fim de avaliar sua eficácia em gorjetas maiores.

Os resultados foram surpreendentes.

  • O primeiro grupo tinha garçons fornecendo balas com a conta, mas não mencionou nada sobre as balas. As gorjetas aumentaram 3% contra o grupo de controle.
  • O segundo grupo tinha garçons que traziam duas balas por mão (separados da conta) e mencionavam elas quando colocavam sobre a mesa. Este método fez as gorjetas aumentarem 14% contra o grupo de controle.
  • O último grupo tinha garçons que traziam a conta juntamente com algumas balas. Minutos depois, os garçons voltavam com mais balas e deixam os clientes saberem que eles trouxeram mais justamente caso quisessem outras. O último grupo viu um crescimento de gorjetas de 21% contra o grupo de controle.

O último grupo ainda trouxe a mesma quantidade de balas. Eles simplesmente dividiram. Havia um outro fator que criou o resultado: personalização percebida. Tal personalização percebida faz toda a diferença para os clientes.

Aparentemente, não havia nada a fazer com as balas. Uma experiência personalizada foi criada. Da mesma forma que o e-mail marketing permite a você personalizar a experiência que o cliente já tem pedido.

Eles sabem que você vai vender ofertas. Eles se inscreveram para isso. Mas a personalização ainda os leva para longe. Forma experiências memoráveis de cliente que gera mais negócios.

Por isso 70% das pessoas dizem que sempre abrem o e-mail de suas empresas favoritas, as empresas que criam a melhor experiência personalizada.

3. Nós não precisamos de e-mail. Os clientes já vem até nós

É verdade que o e-mail marketing é 40 vezes melhor que outro canal online para adquirir clientes, mas às vezes uma empresa não sente que precisa de e-mail marketing para ganhar novos negócios.

Eu entendo isso. Para algumas empresas com terríveis benefícios e uma presença social forte isso pode ser 100% verdade.

No entanto o e-mail marketing é quase como criar novos negócios ou alimentar novas lideranças. É também uma das maneiras mais eficazes de manter seu cliente informado.

Isto vai muito além de cupons.

A Nielsen relatou que 28% dos compradores virtuais dos EUA se inscrevem em lojas e produtos a fim de ficarem informados. Um estudo de Loyalty360 declara que 59% das mães americanas cadastraram seus e-mail’s, apenas para conseguir gratificações das marcas.

Há um importante valor em ficar conectado com os clientes. Eles podem ser seus clientes atuais, mas manter contato com eles coloca você à frente de suas mentes. E isso funciona muito bem especialmente com estratégia móvel.

É uma maneira eficaz de atingir clientes nos dispositivos móveis sem investir em novas tecnologias ou campanhas por mensagens.

De acordo com Pew Research Center, 52% dos americanos que possuem celular acessam seus e-mails pelo aparelho. Com notificações por e-mail, um cliente pode receber uma notificação visível (em seu bolso) quando você envia um e-mail seguido, agradece uma mensagem, manda um recibo de venda e outros.

A Forrester Research nos mostrou que 42% das mensagens de e-mail de varejistas são abertas por consumidores em seus celulares, e 17% são abertas em tablets. Então, 3 de 5 mensagens enviadas via e-mail estão acertando uma audiência móvel, tornando-se mais viáveis que as mensagens de texto no engajamento com sua audiência.

Essa é uma maneira incrível de levar alguém de volta à uma loja ou restaurante quando estiver ativa (ou online).

Não é sempre sobre um novo negócio. Em muitos casos é sobre manter negócios existentes, enquanto constrói relações com os clientes.

Conclusão

Então uma empresa pode sobreviver sem e-mail marketing?

Talvez.

Mas você estaria deixando muito dinheiro para trás. Porque você ao menos não tenta? Deixando o e-mail de lado, você está ignorando ótimas oportunidades diretas de engajar seus clientes.

O e-mail marketing pode ser um chapéu velho, mas é uma tática vital que é parte-chave de uma estratégia de marketing digital mais ampla. Não despreze algo que seu cliente quer, algo que é comprovadamente eficaz, e garantido para fazer seu negócio crescer, quando executado corretamente.

Como o e-mail marketing tem ajudado a você a melhorar sua empresa?

admin
author

Translate »